Celebração do Matrimônio

Sexta-feira: 20h30 e 21h30

Sábado: 11h, 17h, 20h30 e 21h30

 

O matrimônio no desígnio de Deus

 

Matrimônio e JesusA Sagrada Escritura começa pela criação do homem e da mulher, à imagem e semelhança de Deus (Cf. Gn 1, 26-27), e acaba pela visão das “núpcias do Cordeiro” (Ap 1, 7. 9). De princípio a fim, a Escritura fala do matrimônio e do seu “mistério”, da sua instituição e do sentido que Deus lhe deu, da sua origem e da sua finalidade, das suas diversas realizações ao longo da história da salvação, das suas dificuldades nascidas do pecado e da sua renovação “no Senhor»” (1 Co 7, 39), na nova Aliança de Cristo e da Igreja (Cf. Ef 5, 31-32).

A vocação para o matrimônio está inscrita na própria natureza do homem e da mulher, tais como saíram das mãos do Criador. O matrimônio não é uma instituição puramente humana, apesar das numerosas variações a que esteve sujeito no decorrer dos séculos, nas diferentes culturas, estruturas sociais e atitudes espirituais.

A preparação para o matrimônio introduz na vida conjugal, através da celebração do sacramento. Ela é o cume do caminho de preparação percorrido pelos noivos e é fonte e origem da vida conjugal. Para isso, a celebração não pode ser reduzida a uma cerimônia, fruto da cultura e dos condicionamentos sociológicos. (cf. FC 67)

“O pacto matrimonial, entre os batizados, pelo qual o homem e a mulher constituem entre si a comunhão íntima de toda a vida, ordenada por sua índole natural ao bem dos cônjuges e à procriação e educação da prole, foi elevada por Cristo, como Senhor, à dignidade de sacramento” (CIC, cân. 1055, § 1).


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Calendário Paroquial 2017

Homilia

Convidai para a festa todos os que encontrardes
Evangelho - Mt 22,1-14 - 15/10/2017 - Pe. Durvano Ap. Dourado Porto - pároco

Ouça essa e outras homilias, clique aqui.

Sorteio Ação entre Amigos