Entrevista com Pe. Luiz Grilo no 1° Dia da Novena do Jubileu

Queridos fieis, a Pastoral da Comunicação conversou com o Pe. Luiz Grilo ao final da Celebração da Santa Missa. Confira:

 

 

 

Pascom: Pe. Luiz, quando o senhor trabalhou aqui na Paróquia Nossa Senhora de Fátima?

Pe. Luiz: Fazem 12 ou 13 anos, aproximadamente, que trabalhei aqui na paróquia.

 

Pascom: O que mais te marcou no trabalho desenvolvido na Paróquia?

Pe. Luiz: Eu era vigário paroquial e duas coisas me marcaram. Uma foi a remodelação da Igreja, os quadros que estão aí, e o trabalho com o Cursilho, o Segue-me e com o ECC. Foram os momentos mais marcantes.

 

Pascom: O que o senhor levou daqui como experiência, como paróquia?

Pe. Luiz: Duas coisas boas. Primeiro foi o que um povo é capaz de fazer quando se une, veja que bela igreja vocês têm. E a outra coisa é a amizade. Até hoje, embora eu nao esteja mais aqui, sinto que o povo continua no meu coraçao e, de certa forma, eu também continuo no coração deles.

 

Pascom: O que o senhor deseja para os próximos anos para a paróquia?

Pe. Luiz: Que a paróquia continue a ser uma comunidade, principalmente, discípula e missionária. E que essa comunidade seja aberta ao Espírito Santo. Que a partir daqui, Brasilia se santifique. Esse é o grande objetivo. E, também, que nos finais dos tempos estejamos juntos lá no ceu. Pelo menos lá nao precisaremos nos separar.

 

Agradecemos com muito carinho, todo o trabalho desenvolvido pelo senhor, Pe. Luiz, em nossa comunidade. Como o senhor mesmo disse, nossa amizade ficou marcada com a benção de Deus.

 

Acompanhe, abaixo, um trecho da homilia do Pe. Luiz na Celebração do 1 Dia da Novena do Jubileu de Ouro da Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

Tema: "O Mistério da Igreja, Povo de Deus".

"Vamos hoje meditar à luz do Concílio Vaticano II e da Festa da Exaltação da Santa Cruz. O Concílio Vaticano II afirmou que a Igreja existe para servir. Na eternidade, todos os batizados que hospedaram a Deus nessa vida, serão hospedados por Ele.

A Igreja é um canal entre Deus e o homem. Para participar da Igreja, precisamos abraçar nossa cruz. Cristo garante a força para que não desistamos e que, após a nossa morte, haverá a Ressurreição.

Eu vivo a Igreja na medida que acolho o outro na amizade sincera. Cada pessoa é uma riqueza de Deus para a humanidade.

O povo deve caminhar deixando para trás suas falhas e pecados e se enriquecendo de qualidades e virtudes."

 

Clique aqui para conferir as fotos do 1 Dia.

 

Por Pastoral da Comunicação PNSF


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Calendário Paroquial 2017

Homilia

Como foste fiel na administração de tão pouco, vem participar de minha alegria.
Evangelho - Mt 25,14-30 - 19/11/2017 - Pe. Durvano Ap. Dourado Porto - pároco

Ouça essa e outras homilias, clique aqui.

Sorteio Ação entre Amigos