Início da Quaresma

                Na quarta-feira de cinzas, quando iniciamos o tempo quaresmal, padre Durvano falou da importância da Campanha da Fraternidade desse ano, que de modo especial, devido aos cinquenta anos do Concílio Vaticano II, tem como tema “Fraternidade: Igreja e Sociedade”. Ele nos questiona sobre como a igreja se relaciona na sociedade e se Deus está fazendo parte dela e de nossa vida. Diz que devemos viver junto com a Campanha da Fraternidade, uma Quaresma de solidariedade.

                 Comentando as leituras, nos lembra que não adianta “rasgarmos nossas vestes” se nosso coração permanecer da mesma forma e que temos a responsabilidade de sermos “embaixadores” de Cristo, para aonde formos, mudarmos a mentalidade de morte e trazer a mentalidade de vida.

                 Este é o “momento favorável”, comenta. Esse é o dia da salvação para nós! Que começando a caminhada para o Sábado Santo, não façamos dessa, uma Quaresma qualquer. Que o tempo que Deus nos dá é para ser vivido com o livre arbítrio. Um tempo aproveitado com a família, criando os filhos... Ao invés de fazermos tudo errado e longe de Deus nos esquecermos do que é realmente importante, passando por situações como a do Filho Pródigo. Podemos escolher ou não estar fora da graça de Deus, pois não é Ele que nos fecha a porta. Porta que nos convida à festa da Páscoa!

                  Padre Durvano destaca os três pilares mencionados no Evangelho, que nos ajudam a viver bem a Quaresma: A esmola, que deve ser da solidariedade, da partilha e não uma falsa caridade para “aparecer”; A oração, que é o pilar de nossa fé. Que mesmo Jesus, se colocou em oração em vários momentos. Oração que devemos fazer no silêncio do quarto, que para tantos santos era uma extensão da capela, lugar de intimidade com Deus, com o qual podemos falar o que sentimos em nosso coração sem estarmos necessariamente “presos” à papéis; O jejum, no qual nos abstemos das coisas as quais somos apegados, mas que só tem valor se isso nos transformar! Que para encontrar com Jesus Ressuscitado, precisamos mudar interiormente, para que esse seja um período de graça e para que sejamos sinal de Cristo Vivo!

 

Por Viviane Alves/ PASCOM


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Homilia

Aproximou-se de Jesus um leproso, suplicando-lhe de joelhos: "Se queres, podes limpar-me."
Evangelho - Marcos 1,40-45 - 11/02/2018 - Pe. Durvano Ap. Dourado Porto - pároco

Ouça essa e outras homilias, clique aqui.

Calendário Paroquial 2018